SEJAM BEM VINDOS! A terra é uma só. A humanidade é uma só. A FELICIDADE é uma só.

Posts tagged ‘cerebro’

Os PENSAMENTOS têm o PODER, de criar o sucesso ou fracasso na vida de uma pessoa.

Os PENSAMENTOS são magnéticos, e os pensamentos tem uma frequência.

Para falar sobre pensamentos, precisamos falar sobre a lei da atração, mas, o que é a lei da atração? É uma lei universal , é a Lei da CRIAÇÃO! Criamos o mundo ao nosso redor com a força dos nossos pensamentos, sentimentos e palavras. O mundo ao seu redor é obra de sua própria autoria.O que a maioria das pessoas não entende é que um pensamento tem uma frequência. Nós podemos medir um pensamento. Os pensamentos enviam um sinal magnético que atrai esse paralelo  para você.

Os físicos quânticos dizem que o universo inteiro surgiu do pensamento!

Você cria sua vida por meio de seus pensamentos e da lei da atração, todos fazem isso. Quando se torna consciente dessa grande lei, você se torna consciente de que é incrivelmente poderoso por ser capaz de criar sua vida pelo ato de PENSAR.

Sempre estamos pensando quer percebamos ou não, para muitos, o único tempo em que não estamos pensando é quando estamos dormindo, contudo as forças de atração ainda operam nos nossos últimos pensamentos quando adormecemos.  Antes de dormir, transforme seus últimos pensamentos nos melhores possíveis.

 A lei da atração funciona sempre, quer você entende, conheça-a ou não?  É como outra lei universal, por exemplo; a lei da gravidade, se uma criança for até ao topo de um prédio ou se atirar de uma janela bem alta, ela cairá, independente de saber como funciona ou não funciona, certo? E com a lei da atração é a mesma coisa, por isso, é importante estudar sobre essa lei tão importante.  

Vamos começar pensando em : Quem somos nós? Quem sou eu?

Meu nome é Andrea Taiyoo, mas eu não sou Andrea Taiyoo, esse é apenas o meu nome. Eu olho pra mim e digo essa sou eu, mas isso não sou eu também,  nós dizemos “Minha mão” ”Meu nome” ou “Meu trabalho”. Essas  são coisas que eu tenho, mas não sou eu.

Eu Sou uma Alma, um Espírito e não um corpo físico , mas,  eu vivo num corpo físico. E o mais importante de tudo isso é que eu tenho a habilidade de definir a VIBRAÇÃO que minha MENTE e corpo devem assumir. (positiva ou negativa)

Essa vibração responde a outra lei universal, a “lei da vibração” tudo  segue essa lei , nada é por acidente.

A vibração pode cair, (Ficar Negativa) porque vivemos em um mar de emoções. Nada esta parado, tudo esta em movimento, tudo vibra em diferentes velocidades. Podemos nos mover em vibrações positivas ou negativas, conscientes e inconscientes.

Nós podemos usar  os sentimentos ou emoções, para descobrir em qual vibração estamos. Se alguém não esta se sentindo bem significa que esta em uma vibração negativa, mas quando alguém está se sentindo bem, na realidade está em uma vibração positiva.

Quando você está numa vibração negativa, atrai aspectos negativos para sua vida. Quando você esta em uma vibração positiva, atrai aspectos HARMÔNICOS com essa vibração.

Vamos pensar a respeito por um momento. Nosso corpo é estrutura molecular é uma massa de moléculas em alta velocidade vibracional. Mente é movimento e o corpo é a manifestação deste movimento. Nós temos a habilidade consciente de ESCOLHER as imagens que vamos manter em nossa mente estamos ligados a uma fonte de energia infinita. Escolhemos nossos pensamentos. Podemos “pegar” pensamentos de outras pessoas ou “criar” os nossos próprios e quando juntamos esses pensamentos criamos ideias. Eu posso criar qualquer ideia que eu queira, então eu posso aprofundar essa ideia na minha mente subconsciente que é a inteligência universal.

Quando penso, eu não afeto apenas o meu corpo, mas todo o universo.

Fica claro que qualquer pequena imagem mental está de fato afetando o universo inteiro, ondas mentais ou ondas cósmicas interpenetram todo o tempo e espaço.  Quando eu penso com consciência, controlo a vibração emitida e quando eu controlo a vibração emitida, acabo tendo o controle de tudo na minha vida. Para obter mais saúde, basta  VISUALIZÁ-LA chegando na sua vida, nos foi dado um excelente poder de imaginação e pelo uso da imaginação podemos criar imagens mentais, posso me ver em belos relacionamentos, em situações de grande sucesso, posso ver muito dinheiro chegando de diversas formas e sentidos diferentes.

Todos os grandes lideres  da história, até o passado mais distante concordam em um ponto: QUE NÓS NOS TORNAMOS O QUE PENSAMOS.  Porque temos a liberdade de pensar o que quisermos, sejam novas ou velhas ideias.

Nós podemos integrar  esses pensamentos colocando-os sob a forma de grandes ideias ou então em péssimas ideias. Mas as ideias que tivermos vão definir o nível de vibração em que estamos e a vibração em que estiver vai definir a energia que atrairá.

Então pergunte a si mesmo: O que você realmente quer? Pare agora mesmo de pesar no que NÃO QUER!!

A lei da atração não computa “NÃO”, “NEM”, ou “NUNCA”, ou nenhuma outra palavra de negação. Se você pensar eu não quero ser pobre por exemplo, a lei da atração entenderá ” eu quero ser pobre”, ela é uma lei totalmente POSITIVA,  não reconhece nada negativo, por isso, pense no que você quer, por exemplo: “quero ser rico” e imagine-se rico. Você quer prosperidade? Saúde? Amor? Amigos leais?

Você constrói a sua vida, com a força dos seus pensamentos, mas, entenda que você nunca irá atrair para a sua vida algo que não esteja em harmonia com você .Por tanto, se você quer mais: Quer uma vida saudável. Melhores relacionamentos.   Entenda que você precisa formar uma imagem mental do que você quer, manter essa imagem forte e nítida e se você conseguir se manter nessa vibração todo universo responde a essa vibração automaticamente . Energia somente atrai energia similar. Você tem que entender que tudo que você  quer, já existe e esta  disponível para você.

TUDO no universo é feito de uma mesma coisa ENERGIA!tudoenergiaExemplos da lei da atração no meio ambiente que vivemos:

1)  Se você derrubar açúcar, ou deixar alimentos doces em cima da pia, o que acontecerá (ATRAIRÁ)?

Aparecerá formigas, certo?

E você, se pergunta, de onde apareceram, se estava tudo tão limpo?

 

 

 

 

 

 

 

 

2) Se você deixar comida  em cima da mesa, o que aparecerá (ATRAIRÁ)?

Moscas, correto?

 

 

 

 

 

 

3) Se você deixar água parada, o que aparecerá (ATRAIRÁ)?

O mosquito da Dengue, certo?


 

 

4) Se você deixar frutas no quintal da sua casa ou sítio, o que aparecerá (ATRAIRÁ)?

Pássaros, periquitos…, não é mesmo?

 

 

 

 

 

 

5) Se você preparar um belo jardim florido, o que acontecerá (ATRAIRÁ)?

Aparecerá lindas borboletas, exato?

 

 

 

 

 

Estamos no século da luz , onde a força do pensamento  está mais forte, por isso, se a sua vida não está de acordo com o que você deseja, mude os seus pensamentos e as suas emoções (vibração) e atrairá fatos e pessoas positivos.

Dicas:

a) Pense na solução do problema, e não no problema, para não atrair mais problemas. Por exemplo: se você está sem dinheiro, sem emprego, não pense e nem FALE O TEMPO TODO NISSO, pense em como atrair o emprego e dinheiro, se imagine trabalhando, contando o seu salário, e também pense em algo que você possa fazer para ajudar ao próximo, a sociedade onde mora, e assim atrairá dinheiro.

b) TUDO que não é GRATIDÃO e AMOR, É NEGATIVO. É por isso, que  todas as religiões nos pede para agradecer por tudo, até mesmo pelas coisas ruins, ou que não nos agrada.

Assista nesse vídeo como a energia atua em tudo!

Deus abençoe a sua caminhada na terra!

Abraços

Taiyoo


Nova onda é treinar o cérebro antes de iniciar uma dieta

A onda mais recente em Nova York é treinar o cérebro três semanas antes de começar uma dieta.

Encontrar força de vontade para fazer dieta não é tarefa das mais fáceis. Mas o que parecia perdido pode ter uma luz no fim do túnel para que o resultado seja positivo.

A onda mais recente em Nova York é treinar o cérebro três semanas antes de começar uma dieta. Ou seja, na hora que você pensa em regime tudo o que passa pela sua cabeça é no que vai deixar de comer. A proposta sugere que você se prive de ingerir apenas um alimento por vez.

Segundo a autora do Livro The Manhattan Diet (A Dieta de Manhattan), Eileen Daspin, pesquisas mostram que o cérebro leva 21 dias para quebrar um hábito.Tente deixar de comer determinado alimento por 10 dias; outro tipo por mais 10 dias e assim por diante. Quando você ingeri-lo de novo o desejo desenfreado terá ido embora. É uma forma de reorganizar o paladar”, afirmou a escritora para o site britânico Female First.

The Manhattan Diet foi pensando após a Daspin ter visto uma pesquisa que mostrava que as mulheres de Manhattan eram mais magras que as dos outros quatro bairros de Nova York. Segundo o New York Times, a cidade tem também o menor índice de obesidade das mulheres americanas; 42% contra a média nacional 67%.

Daspin então recrutou um grupo de 25 mulheres e mapeou seus hábitos alimentares e de vida. Descobriu também que, em Manhattan, as mulheres preferem andar mais do que tomar táxi e não exageram muito em sobremesas calóricas, aperitivos e coquetéis em cada refeição.

A autora, também jornalista, escreveu o livro com o apoio de uma nutricionista e traz conselhos para se evitar “cair em tentação”, como não ter comidas muito calóricas em casa; preferir alimentos naturais; comer sempre em pequenas porções; ou ir ao supermercado a pé, porque além de fazer exercícios compra-se menos comida. Daspin é mulher do chef toscano Cesare Casella, do Salumeria Rosi. A publicação traz também receitas de chefs conhecidos de Nova York, como Mario Batali e Eric Ripert.

Texto:  Terra

Aguardem, em breve lançamento do livro a seguir:

Entrevista com Antonio Damásio – um dos maiores neurologistas do mundo fala sobre controle das emoções pelo conhecimento da mente

António Damásio o autor de O Mistério da Consciência, um dos maiores neurologistas do mundo, diz que a grande polêmica, no futuro, será o controle das emoções pelo conhecimento da mente

No campus da Universidade de Iowa, Estados Unidos, o neurologista português António Damásio gasta boa parte do tempo tentando compreender uma das áreas mais nebulosas do conhecimento: a consciência humana. “É difícil encontrar um desafio mais instigante para um cientista”, diz Damásio. “Afinal, o que poderia ser mais fascinante do que conhecer o modo como conhecemos?”

Em seus dois livros, O Erro de Descartes e O Mistério da Consciência (editados no Brasil pela Companhia das Letras), Damásio descreve como a consciência abriu caminho para uma verdadeira revolução na natureza, tornando possível o surgimento da religião, da moral, da organização social e política, das artes, da ciência e da tecnologia. Ele tenta encontrar as respostas para as questões mais antigas da filosofia pesquisando o que há de mais novo no conhecimento do cérebro. Depois da polêmica em torno da clonagem humana, ele prevê que os debates mais fervorosos da ciência estarão ligados à possibilidade de manipularmos nossas emoções por meio de uma melhor compreensão da mente.

Super – Qual a origem da consciência humana?

A consciência é fruto da necessidade básica de nos mantermos vivos. É claro que, na natureza, existe uma série de organismos simples que vivem de uma forma basicamente automática. Desde que mantenham cuidados básicos, como evitar perigos e adquirir a energia por meio dos alimentos, a vida desses organismos pode ser preservada. Os seres humanos são mais complexos: além de precisarem manter a vida de uma forma simples, eles têm que se adaptar a um ambiente cheio de dificuldades para obter energia e se expõem a inúmeros perigos e oportunidades. Nesse ambiente que não é apenas físico, mas também cultural, precisamos de um sistema complexo de imaginação, criatividade e planejamento. A consciência surge dessa necessidade.

Existe uma primeira forma de consciência?

Uma forma de consciência inicial aparece quando o homem sente que ele é um ser em si mesmo. É difícil encontrar uma palavra, em português, para definir o processo. Chamo essa consciência de self. É ela que faz que não sejamos um robô, uma máquina manipulável. Podemos guiar a imaginação e conduzir a criatividade por meio dessa consciência. Para compreendermos o que é a dor, o sofrimento, e também o prazer das outras pessoas, precisamos antes ter uma idéia de quem somos. E a consciência self é fundamental para que possamos respeitar os outros.

Como o estudo da consciência pode melhorar a vida das pessoas?

Grande parte do sofrimento humano é causado por conflitos das pessoas consigo mesmas. Quando conhecemos mais a natureza biológica do homem, encaramos esses problemas com outro olhar. Se conhecemos os mecanismos que acionam a ansiedade, a tristeza e a alegria, podemos entender melhor como cada pessoa é e evitar certos problemas. Pense nos conflitos religiosos, políticos e de grupos sociais. É claro que há bases econômicas para eles – mas acredito que a compreensão das emoções pode ajudar a mudar a maneira pela qual as pessoas tentam resolver essas disputas. Entender a tendência para a violência, para a competição ou o funcionamento do medo é fundamental para o autocontrole. Posso soar otimista, mas acredito que, quando admitirmos que nossa razão é influenciada por essas emoções, o mundo poderá tornar-se melhor.

A compreensão detalhada da consciência não pode nos tornar mais céticos – ao descobrirmos, por exemplo, que há, no cérebro, uma região responsável pelo amor ou outra pela fé?

Mesmo que venhamos a compreender a mente com mais profundidade, será muito difícil desvendar mistérios como a origem do universo ou o que faz com que nos apaixonemos por outra pessoa. É possível que nunca cheguemos a desvendar essas questões – talvez nosso cérebro não tenha capacidade para compreender certos enigmas…

Como a crença em Deus…
Exatamente. Acho improvável que a neurociência consiga, um dia, apresentar razões para que as pessoas tenham ou deixem de ter fé numa inteligência superior. Elas podem até deixar de acreditar em milagres. Mas a ciência não tem como concluir que o Criador existe ou deixa de existir. A fé e a origem do universo não são problemas científicos passageiros. Mesmo assim, o conhecimento da mente pode mudar a forma como nos relacionamos com a vida. As pessoas tendem a aceitar a morte em função da complexidade do universo. Acho que deveria ser o contrário: constatando como a vida é frágil, podemos dar mais importância a ela e trabalhar para que seja a melhor possível enquanto dure.

A cada ano surgem um novo antidepressivo e drogas que provocam emoções artificiais. Você acredita que, no futuro, teremos uma droga que possa acabar com as emoções ruins?

Acho que sim. É uma questão importante, que precisaremos discutir cada vez mais. Imagine uma superpopulação tomando Prozac diariamente. Esse grupo de pessoas alteraria um sistema natural e poderia causar diversos problemas – é claro que alguns problemas seriam resolvidos, mas as conseqüências da proliferação dessa medicação poderiam levar à ruína de uma sociedade. Tem que haver mais investigação sobre como essas drogas serão usadas. É claro que as pessoas deprimidas devem ser tratadas, mas pode ser um erro tomar o medicamento apenas para inibir a timidez e impulsionar a vida social. A ciência precisa trazer mais informações para que esses temas não sejam discutidos pela simples opinião ou intuição de algumas pessoas.

Chegaremos, um dia, a manipular tão bem as áreas do cérebro que poderemos reproduzir com uma pílula a sensação de voar ou de passear numa montanha russa?

É bem provável que isso seja possível. E, sem dúvida, para a sociedade esse será um assunto tão polêmico quanto o da clonagem genética. Vamos ter que decidir o que deve e não deve ser permitido – exatamente como na regulamentação da indústria do cinema e da televisão. Há um ponto em que tanto a criação artística quanto a científica precisam ser filtradas pela sociedade. Mas não podemos deixar que um burocrata decida isso. Quanto mais informações forem divulgadas no futuro, inclusive por meio desta revista, mais condições a sociedade terá para tomar suas decisões.

Que outro tipo de realidade virtual poderá ser criada, no futuro, manipulando o cérebro? Prefiro não especular, tudo ainda não passa de teoria.

O estudo da consciência humana é um campo da ciência à espera de um novo Newton?

O problema da consciência é um tema complexo, que tem sido mal abordado. É evidente que é necessário avançar muito mais. Acho que meu livro O Mistério da Consciência traz alguns avanços importantes sobre o assunto, mas não devemos ter a ingenuidade de acreditar que tudo está resolvido. Há imensos problemas à espera de mais investigação e trabalho. Nos próximos dez ou 20 anos, talvez seja possível resolver boa parte deles.

Como escrever sobre assuntos tão complexos para o público leigo?

Os temas sobre os quais escrevo são importantes demais para ficarem restritos aos cientistas. Escrever sobre o pâncreas ou o fígado pode ser atraente apenas para os médicos, mas o público tem interesse quando falamos da mente, do pensamento, da emoção e do sentimento. É fantástico o retorno que tenho recebido dos leitores dos meus livros em todo o mundo. Interessados em arte, literatura e cinema dizem que essa pesquisa os ajuda a compreender melhor o que fazem nas suas próprias áreas.

Recicle a mente e Be Happy!

%d bloggers like this: