SEJAM BEM VINDOS! A terra é uma só. A humanidade é uma só. A FELICIDADE é uma só.


O pânico atual provocado pelo aquecimento global tem levado a soluções interessantes para preservação do meio ambiente. O artigo retrata um vilão: o saco plástico.

Desde que foram inseridas no mercado na década de 1980, as sacolas plásticas acumulam-se no planeta, sem terem muita utilidade de reciclagem, pois o plástico deste material é muito barato, portanto seu valor no mercado de reciclagem é muito baixo.

O Brasil produz em média cerca de 210 mil toneladas de plástico filme matéria-prima dos saquinhos plásticos. O número representa cerca de 10% do lixo do país, sendo que os aterros ou lixões estão no total limite.

O povo brasileiro no afã de economizar em tudo reutiliza as sacolas plásticas como forma de abrigar os lixos domésticos, contudo o ciclo de vida do plástico é estimado em 200 anos em média ou como dizem muitos podem chegar a 450 anos, portanto ele não se degrada tão cedo no ambiente.

Vários estados ainda buscam soluções para dirimir o problema, todavia alguns estados, bem como algumas redes de supermercados, padarias, etc., já saíram na frente em busca de alternativas.

Uma destas alternativas diz respeito à sacola oxibiodegradável, que já está tendo resistência. Os opositores a idéia explicam que o referido material plástico possui tempo de duração de 18 meses para se degradar na natureza, ou seja, o problema ambiental continua apenas mudando o tempo de degradação.

Padarias no estado de Santa Catarina estão dando descontos a clientes que levam suas próprias sacolas.

Também pode ser notado que grandes hipermercados não entregam aos consumidores qualquer tipo de embalagem para armazenamento dos produtos, devendo os consumidores utilizar caixas de papelão, caixas plásticas ou sacolas de pano se quiserem levar o que foi comprado.

Estima-se que cerca de 300 milhões de sacolas plásticas saem todos os dias do comércio e passam por nossas casas tendo como triste fim a poluição do meio ambiente.

A culpa por este problema é de todos nós que, na correria do dia-a-dia, não paramos para pensar no meio ambiente, pois é automático fazermos as compras seja no supermercado, padaria, farmácia e colocá-las em sacolas plásticas e ao chegarmos em casa tentamos sua reutilização, que sempre é o caminho do lixo. Segundo pesquisas efetuadas pelo IDEC e entrevistas de dirigentes de supermercados, as mesmas demonstram que CABE O CONSUMIDOR EFETUAR A ESCOLHA SE ACHA MAIS VIÁVEL SACOLAS DE PAPEL, SACOLAS DE PANO, CAIXAS, ETC. Em contrapartida, como pode o consumidor efetuar opções se a maioria não sabe que as referidas sacolas plásticas ocasionam danos ao meio ambiente. O ponto fundamental é que além de campanha educativa sobre as conseqüências dos referidos danos ambientais, é necessário haver uma mudança comportamental, sendo necessário uma colaboração mútua entre empresas, governos e consumidores.

Que o presente artigo possa dar início à conscientização dos prejuízos que a sacola plástica efetua no planeta e a necessidade emergencial de mudanças.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: