SEJAM BEM VINDOS! A terra é uma só. A humanidade é uma só. A FELICIDADE é uma só.


Pessoal, “percam” 3 minutos do seu tempo lendo essa história, nuca mais você será o mesmo. Achei que devia reproduzir esta história já contada em revistas e jornais do mundo, inclusive em jornal eletrônico, acho que é uma história que não deve cair no esquecimento e, tanto quanto possível, servir de inspiração e exemplo do que é ter amor altruísta. Algum tempo atrás quando li este artigo chorei e agora novamente buscando algo para dar de exemplo de amor ao próximo chorei novamente, acho que não tem quem não chore com essa história, espero que gostem desse exemplo de nobreza e se possível compartilhem com outros.

A AJUDA PROVIDENCIAL PARA JOSÉ CARRERAS

Três nomes se destacaram durante o último século como os maiores tenores do mundo e quando juntas as três personalidades animaram notáveis festividades, distinguindo-se sobremaneira nas copas do mundo de futebol: Luciano Pavarotti, Plácido Domingo e José Carreras.

A maior disputa sempre se deu entre os espanhóis Plácido Domingo, natural de Barcelona, cioso de sua origem catalã, e José Carreras, nascido na capital Madrid. A par da rixa pela disputa da popularidade musical ainda, por motivos políticos, em 1984, tornaram-se ferrenhos inimigos, a ponto de não concordarem a figurar juntos num mesmo evento. Implica dizer que, era condição sine qua non das cláusulas contratuais para a realização de um show que não houvesse concomitantemente a figuração de ambos no mesmo espetáculo.

Só uma terrível enfermidade como a leucemia, em 1987, seria capaz de minar a resistência de Carreras não fosse a sua pertinácia em vencer a todo custo a doença, submetendo-se a tratamentos caríssimos, como transplante da medula óssea, total transfusão sanguínea que o obrigaram a sucessivas intervenções que, apesar de riquíssimo, teve consumida sua fortuna para fazer face às despesas nas clínicas dos Estados Unidos.

Quando lhe minaram os recursos financeiros socorreu-se da ajuda de uma fundação existente em Madrid cuja finalidade era ajudar os doentes atacados de leucemia. Só mais tarde quando curado totalmente graças a esse auxilio, voltou aos palcos da fama como tenor, faturando altas cifras, ficou sabendo que o grande, o maior colaborador da Fundação Hermosa, como se chamava, e também seu presidente, era o seu implacável concorrente musical, o tenor Plácido Domingo.

Para sua surpresa, ficou sabendo que a fundação de ajuda aos leucêmicos, Plácido Domingo, a criara, em total segredo e anonimato, muito de propósito para atender ao seu maior concorrente musical que era ele mesmo, José Carreras.

Como maior prova de seu reconhecimento e veneração pelo gesto humanitário do seu salvador, aquele que lhe devolveu a saúde, a vida, a disposição de voltar a cantar e a brilhar na ópera, José Carreras a deu, interrompendo uma apresentação musical de Plácido Domingo, em Madrid, adentrando ao palco e ajoelhando-se aos pés do seu benemérito socorrista, beijando-lhe as mãos, expressando-lhe o seu profundo agradecimento. Foi uma cena altamente emocionante e inesquecível que se seguiu: Plácido Domingo, levanta-o com ambas as mãos e dá-lhe um grande abraço como o qual selou o início de uma grande e eterna amizade.

Perguntado pela crônica jornalística o por que de ter criado a Fundación Hermosa, justamente para auxiliar o seu maior adversário musical Plácido Domingo responde: Porque, uma voz como essa não podia se perder!

Além de filiar-se à fundação de Plácido Domingo, Carreras individualmente, foi além, em reconhecimento a Deus pela sua cura e a Plácido Domingo como o grande idealizador da fundação que ajudou a salvá-lo, criando com seus próprios recursos fundação abaixo que leva o seu nome, conforme consta do site http://www.google.com.br

Fundação José Carreras
O Tenor José Carreras após curar-se de leucemia, criou em 14 de julho de 1988, em Barcelona, a Fundação Internacional José Carreras para a Luta contra a Leucemia, da qual é o Presidente. É uma Fundação assistencial e científica com o objetivo de buscar a cura da Leucemia através de pesquisas; bolsas de estudos para projetos científicos e formação de profissionais; doações para hospitais, ajuda na introdução de tecnologia mais avançada e cadastrar doadores de medula óssea ao REDMO – Registro de Doadores de Medula Óssea-Espanha.

É da Comissão Científica Internacional desta fundação o Professor E. Donnall Thomas, que recebeu o Prêmio Nobel de Medicina em 1990, por seu trabalho realizado na área de transplante de medula óssea.

Sucesso é fazer, outrem feliz!

Comentários a: "Até onde pode chegar a nobreza humana? Um exemplo do que é ter amor altruísta de Plácido Domingos para seu antigo inimigo Jose Carreras" (2)

  1. Ana Paula said:

    Nossa Andrea, eu sempre te sigo e é um prazer ler seus artigos, realmente é muito comovente essa história, espero um dia chegar a esse ponto. Muito obrigada por me ajudar a ser um ser humano mais humano.

    Bejinhos

    Ana

  2. Muito comovente essa história, acho que nós seres humanos não conseguimos demonstrar esse tipo de amor, são raras pessoas desse nível, por que tiro por mim sou muito egoísta, mas, estou buscando melhorar cada dia mais, seu blog tem me ajudado muito.

    Grato

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: